Como um sistema roda num periférico

Olá pessoal!

Hoje eu vou falar como um sistema roda num periférico (CD, DVD, disquete, pendrive…). Neste exemplo eu vou estar citando o CD (como um LiveCD!). Também vou estar falando sobre como pode ser instalado este sistema. 🙂

Também falarei sobre os problemas que este sistema contorna, como a criação de temporários, a criação de arquivos, etc… Recomendo você ler o post “Como um sistema operacional funciona“, para entender melhor.

Já lido, vamos começar. Prepare-se.

  • Inicialização:
    Você coloca o CD no drive e ele começa a girar. A BIOS procura uma imagem de boor (.img). Aí a tela principal inicia. Geralmente se ele for educado, ele vai mostrar uma tela para selecionar opções, como num LiveCD (Antes de comentarem “Mas porque você não colocou o título “Como funciona um LiveCD”, eu  digo: alguns sistemas, principalmente de estudantes de Assembly, rodam nessas mídias, e não tem o kernel do Linux).
    Depois ele geralmente segue três maravilhosos passos:

    1. Carrega o núcleo na memória RAM (a parte essencial dele, como acesso a memória, gravação no HD, etc.). Se ele mostrou uma tela de opções, ele carrega parâmetros no núcleo.
    2. Inicializa o sistema operacional, serviços, programas essenciais, APIs, entre outros principais
    3. Inicia a interface gráfica (Nota: se o sistema for em linha de comando, ignore este passo.) ou, se for Live CD, o servidor X.org

    E aí ele mostra uma tela de login, ou a tela principal dele.

  • Operações básicas:
    • Ler e escrever arquivos: Esta operação (eu não citei antes, desculpe) exige arquivos temporários. E eles são armazenados em memória (essa é a dificuldade…)
    • Temporários: Esta é a principal dificuldade para se criar um sistema que rode num CD/DVD/Blu-ray… (menos no disquete). Os temporários são armazenados na memória RAM! É isso. Mas a grande dificuldade é que estes programas limpam “a sua parte” da memória quando são fechados, inclusive o arquivo temporário. Mas e a API? A API geralmente é uma DLL, e a DLL ocupa a mesma área de memória do aplicativo, e o aplicativo limpa a parte usada pela DLL! Entendeu?
    • E o resto é tudo igual…
  • Desligamento
    Você fecha os programas, a interface gráfica, ejeta o CD e desliga o PC

Instalação
A instalação é assim: geralmente ele tem um arquivo compactado contendo os arquivos do sistema operacional instalado. Aí ele copia esses arquivos para o HD, e uma imagem (.img) para a MBR

Então, até mais! 😉

Anúncios

Publicado em 13/09/2010, em dicas, Nível alto, Nível médio e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: