Como um sistema operacional funciona

Hoje você vai aprender em detalhes como um sistema operacional funciona (seja ele Windows, Linux, Macintosh, FreeBSD, OpenBSD, etc…). Desde o momento em que a BIOS procura o sistema no disco rígido até o momento em que ele é desligado.
Você também vai ver algumas coisas que o sistema faz (como listar diretórios e abrir arquivos), e como ele interage com os periféricos.Vamos lá?

  • BIOS procura o sistema no HD
    A BIOS procura o sistema no disco rígido – pode ser num disquete também. O “sistema” para a BIOS é um arquivo de extensão .img que é o responsável por carregar o sistema. Ela procura esse arquivo IMG que se chama imagem de boot numa tal de MBR. Se você leu, você ja sabe o que é. Se você não leu, leia, porque você vai precisar.
    Continuando, a BIOS carrega uma imagem de boot que tem exatamente ou menos que 512 bytes (porque a MBR tem 512 bytes). Obviamente ninguém é louco para fazer uma imagem desse tamanho, então ela tem uns 50 ou 100 bytes.
  • A imagem de boot carrega o sistema
    A imagem de boot geralmente é executada sobre 16 bits porque é feita em uma tal linguagem chamada Assembly que é muito velha e naturalmente é executada em 16 bits porque na época do Assembly só tinha 4, 8 e 16 bits e… Ah, perdoem-me os fãs da linguagem, mas vamos parar de falar de Assembly! Continuando, aí ela tem que aumentar essa quantia absurda de bits e carregar o núcleo do sistema operacional. E em 50 bytes. Se a imagem de boot NÃO conseguir encontrar ou carregar o sistema por algum motivo, ela exibe a tela vermelha no Windows e o Kernel Panic no Linux.

    RSOD do Windows - O Windows não foi carregado

    O Linux não foi carregado - Kernel Panic(chances quase inexistentes)

    Aí, quando a imagem acha e consegue carregar o sistema…

  • O sistema operacional é carregado
    Quando falamos isso geralmente estamos falando apenas do sistema… Mas não é isso apenas. Ele também carrega outras coisas. Vou te dar uma explicação: 1º)ele carrega o núcleo, suas funções, tal como escrita na tela, escrita de arquivos… etc; 2º) ele carrega os DRIVERS, aqueles arquivos que fazem com que o seu arquivo seja impresso, o seu teclado seja lido e o seu mouse movimente o cursor; 3º) ele carrega programas que são necessários na inicialização, como no Windows, aquela tela que aparece quando você aperta F8 (tente você mesmo!!!), e no Linux, os módulos; 4º) ele carrega a tão esperada interface gráfica (depende do sistema) e exibe a tela de login. Quando algo dá errado nessa parte ele também pode exibir a RSOD/Kernel Panic

Chegamos no final da saga, no carregamento da interface gráfica! Na próxima página irei descrever essa maravilhosa interface (usuários do FreeBSD ou Unix sem ambiente gráfico podem pular, se quiserem). Também irei explicar operações comuns, como listagem de arquivos, escrita de arquivos, etc.

Anúncios

Publicado em 25/07/2010, em Nível alto, Nível médio, tutoriais e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: